ACOMPANHE ESSE BLOG DE PERTO!

14 de set de 2011

APRENDIZAGEM VISUAL

.


Aprender a pensar. Aprender a aprender. Estas são as habilidades essenciais para o sucesso do estudante. Pesquisas em teoria educacional e psicologia cognitiva, mostram que a aprendizagem visual está entre os melhores métodos para ensinar estudantes de todas as idades a como pensar, e como aprender.

O que é aprendizagem visual?
As técnicas de aprendizagem visual – formas gráficas de trabalhar com idéias e apresentar informações – ensinam os estudantes a organizar claramente os seus pensamentos e processá-los; analisando, organizando e priorizando novas informações. Diagramas visuais revelam padrões, inter-relações e interdependências. Eles também estimulam o pensamento criativo.

Técnicas de aprendizagem visual
Rede, mapa de idéias e mapa conceitual são três dos mais populares métodos de aprendizagem visual. Para estudantes que se expressam visualmente e para aqueles que aprendem mais efetivamente através do uso de técnicas visuais, de áudio e outras técnicas de multimídia, a aprendizagem visual inspira altos níveis de realização. O Inspiration® torna mais fácil e divertido implementar estas técnicas.

Aprenda mais sobre o poder da aprendizagem visual e veja vários exemplos desenvolvidos usando o Inspiration. Técnicas de aprendizagem visual ajudam os
estudantes a:


Clarear pensamentos. Os estudantes enxergam como as idéias estão conectadas e entendem como a informação pode ser agrupada ou organizada. Com a aprendizagem visual, novos conceitos são totalmente e facilmente compreendidos.

Integrar novos conhecimentos. Diagramas atualizados através de uma lição estimulam os estudantes a construir sobre conhecimento anterior e a internalizar nova informação. Ao revisar diagramas criados anteriormente, os estudantes enxergam como determinados fatos e idéias se ajustam entre eles.

Reforçar o entendimento. Os estudantes recriam, com suas próprias palavras, o que eles aprenderam. Isto os ajuda a absorver e internalizar a nova informação, conferindo a eles posse de suas idéias.

Identificar conceitos errôneos. Assim como um mapa conceitual ou rede mostra o que os estudantes sabem, vínculos mal direcionados ou conexões erradas revelam o que eles não entenderam.

FONTE: http://www.inspirationbrasil.com.br/visual_learning.asp
.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

"Muitas mudanças ocorreram nos últimos vinte anos, quando teve início a prática da Baixa Visão em nosso país. O oftalmologista brasileiro, porém, ainda não se conscientizou da responsabilidade que lhe cabe ao determinar se o paciente deve ou não receber um tratamento específico nessa área. Infelizmente, a grande maioria dos pacientes atendidos e tratados permanece sem orientação, convivendo, por muitos anos com uma condição de cegueira desnecessária." (VEITZMAN, 2000, p.3)

.
.

NÃO ESQUEÇA!....

NÃO ESQUEÇA!....

FONTES PARA PESQUISA

  • A VIDA DO BEBÊ - DR. RINALDO DE LAMARE
  • COLEÇÃO DE MANUAIS BÁSICOS CBO - CONSELHO BRASILEIRO DE OFTALMOLOGIA
  • DIDÁTICA: UMA HISTÓRIA REFLEXIVA -PROFª ANGÉLICA RUSSO
  • EDUCAÇÃO INFANTIL: Estratégias o Orientação Pedagógica para Educação de Crianças com Necessidades Educativas Visuais - MARILDA M. G. BRUNO
  • REVISTA BENJAMIN CONSTANT - INSTITUTO BENJAMIN CONSTANT